Borda da Mata

História de Borda da Mata

 

Por volta de 1754, no tempo da mineração, uma comitiva chefiada pelo ilhéu Francisco Vieria Fagundes estabeleceu-se na Fazenda de Borda da Mata, que mais tarde se tornaria o bairro Três Barras. A cidade de Borda da Mata nasceu, então, do povoado que cresceu em torno da fazenda, às margens da estrada e nos limites das matas com os campos.

A Capela de Nossa Senhora do Carmo de Borda da Mata foi construída em 1823 em terrenos da Fazenda, assim as casas passaram a ser feitas ao seu redor. Em 1898, os trilhos da Estrada de Ferro Sapucaí chegaram à localidade. Os trilhos eram interligados aos da Estrada de Ferro Mogiana, o que facilitou o escoamento das produções de café e madeira, principalmente, além de propiciou o progresso da região.

A emancipação política do município aconteceu em 24 de novembro de 1924, no entanto, a festa de aniversário da cidade é comemorada em 16 de julho, no mesmo dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Carmo. Em 2005, a igreja Matriz foi elevada a Basílica pelo Papa Bento XVI. O título confere “uma qualidade moral que infunde respeito, elevação, nobreza e autoridade, tributada por merecimento. A dignidade é o fundamento e a razão do título” de acordo com o site oficial da Basílica do Carmo de Borda da Mata.

 

Capital Nacional do Pijama

 

Cidade típica do sul de Minas, Borda da Mata possui clima ameno, belas paisagens, povo hospitaleiro e boa culinária. O município de 17.118 habitantes, de acordo com o Censo 2010 do IBGE, está a 426 km da capital mineira, Belo Horizonte. De São Paulo, a 226 km. Do Rio de Janeiro, a 373 km.

Integrante do Circuito Turístico das Malhas do Sul de Minas, a cidade de Borda da Mata é conhecida como Capital Nacional do Pijama pois se destaca pela produção de pijamas e tecelagens, as quais são conhecidas em todo o país, atraem turistas para compras e movimentam o comércio local.

 

Pontos Turísticos

 

A Basílica de Nossa Senhora do Carmo, a Praça Antônio Megale, a Casa do Compadre, a Casa de Cultura Professora Carolina Orioco e agradáveis cachoeiras como, a Cachoeira Ponte da Pedra, fazem parte dos atrativos turísticos da cidade de Borda da Mata.

A Basílica de Nossa Senhora do Carmo é a única basílica do sul de Minas. Sua imponência e beleza chamam a atenção e atraem inúmeros visitantes, peregrinos e romeiros de todas as partes do Brasil. A cidade também faz parte do Caminho da Fé, a peregrinação que proporciona momentos de reflexão e a integração do homem com a natureza.

A Cachoeira Ponte da Pedra é um otimo lugar para os turistas ou para quem gosta de um contato mais intenso com a natureza. Localizada bem ao lado da estrada principal, que liga Borda da Mata e Tocos do Moji, a cachoeira possui estrutura para acampamento e chalés para temporada.

Borda da Mata é reconhecida, principalmente, por suas malhas, teares, artigos para decoração em madeira e o artesanato, tornando o turismo de compras destaque na cidade. Algumas das tecelagens de Borda da Mata estão no Hall das maiores tecelagens no país e participam anualmente da maior feira de decorações da América Latina, a Tex Fair.

Todos os anos, em meados de julho, ocorre em Borda da Mata a festa de Nossa Senhora do Carmo, padroeira de Borda da Mata, que ocorre juntamente com a comemoração do aniversário da cidade. A festa recebe todo ano mais de 20 mil pessoas. Existem várias barracas, onde se tem opções de lanches, bebidas, drink’s, batidas e muito mais.

Embalado pelas marchinhas que animavam as pessoas em meados do século passado e músicas atuais, o carnaval de Borda da Mata, é um dos mais animados da região. Diversão garantida para toda a família.

 

Referência: Prefeitura de Borda da Mata.